Suíça – Como entrar no país dos Alpes: Parte 1

Perdoem-me a metáfora exagerada. Ainda vejo a Suíça com olhos de poeta. Mas como a vida é cheia de males necessários, vamos ao pior deles: burocracia!

Desfrutar das belas paisagens alpinas é um prazer inenarrável. Porém, para quem deseja fazer uma viagem tranquila ou morar no país dos Alpes, deve ficar atento para algumas dicas. Cada país regula a entrada de estrangeiros como estratégia de autopreservação.

Na Suíça nós, brasileiros, fazemos parte de um grupo privilegiado dos 40 países cujos cidadãos podem visitar a Suíça como turista sem visto, por meio do tratado de Schengen. Porém esta regra vale apenas para quem fica 90 dias no máximo e não concede o direito de trabalhar. Vencido o prazo, o brasileiro tem que retornar ao Brasil e poderá voltar à Suíça por mais 90 dias sem visto, após 6 meses de sua visita anterior. Os documentos obrigatórios para entrar como turista são:

• Passaporte com validade mínima de 3 meses antes da data de retorno ao Brasil;

• Comprovante de seguro de viagem internacional com cobertura de EUR 30.000,00, englobando assistência médica/hospitalar e repatriação sanitária;

• Passagem de ida e volta no período de 90 dias;

• Recursos financeiros como cartão de crédito internacional e moeda local;

• Comprovante de reserva num hotel ou carta convite de um residente na Suíça se responsabilizando por você. A carta precisa ser escrita em um dos idiomas oficiais do país ou em inglês.

Falarei a seguir sobre os principais tipos de visto de residência concedidos a brasileiros na Suíça.

Permissão L ou curta é concedida quando o brasileiro dá entrada nos papéis para o casamento com um suíço. Ela dura nove meses, mas não concede o direito de assinar um contrato de trabalho. Após o casório, o brasileiro recebe a permissão B e pode buscar um emprego.

A permissão L também é concedida a estudantes de cursos variados , incluindo os de mestrado, doutorado e estágios. A instituição de ensino escolhida deve formalizar um convite. Para obter esta permissão por meio de curso de idiomas , este precisa durar pelo menos 20 horas semanais. Como se costuma dizer em terras brasileiras: “a rapadura é doce, mas não é mole, não”. Para conseguir o visto de estudante é preciso passar por um exame de proficiência na língua falada no cantão do curso ou no inglês. Apenas cursos de idioma dispensam este exame. A permissão L precisa ser renovada mensalmente e dura 8 meses para estudantes.

Aqui estão listados todos os documentos necessários para obter um visto estudantil.

Permissão B ou anual: ela é renovada anualmente.

Como obtê-la? Casando com um suíço ou com um portador da permissão B ou C, ou arranjando um contrato de trabalho. Entretanto, arrumar emprego na Suíça não é tarefa para principiantes. No país da Raclette e do Rösti as empresas só contratam profissionais altamente qualificados e principalmente em áreas com carência, e as empresas precisam justificar a necessidade de contratar estrangeiros. Atualmente, as seguintes profissões estão bem requisitadas: médicos, enfermeiros; e engenheiros mecânicos, elétricos, civis e eletrônicos.

unnamed (2)

Esta categoria não pode ser renovada se o brasileiro se divorciar do suíço ou do estrangeiro portador da permissão C em menos de 5 anos sem ter filhos com ele. A regra vale para aqueles que se divorciam de estrangeiros com permissão B em menos de 10 anos, sem filhos. Esta permissão também não será renovada caso o contrato de trabalho seja encerrado.

Permissão C ou permanente : pode ser conquistada após 5 ou 10 anos vivendo no país dos relógios e da pontualidade. (Da primeira vez que vi meu namorado tenso porque o trem atrasou um minuto, comecei a rir. Depois entendi que não era piada). Um brasileiro casado com um suíço ou com um portador da permissão C , consegue tal visto em 5 anos.

Um brasileiro casado com um portador da permissão B leva 10 anos para obter a C. Esta categoria não é completamente permanente como diz o nome. O portador pode ficar fora da Suíça por 6 meses apenas sem pedir autorização. E por 2 anos no máximo mediante permissão. Porém, concede grande liberdade ao seu portador que pode inclusive adquirir imóveis no país do Ementhal, caso não tenha dívidas e apresente conduta impecável.

Para obter o passaporte suíço , é preciso esperar cerca de 12 anos e passar por um exame que comprove conhecimentos sobre a História e a cultura suíça. Ah! Não podemos nos esquecer dos profundos conhecimentos linguísticos. Mais uma vez penso na tal rapadura…

unnamed (3)

Independentemente da permissão, após 3 meses na Suíça, todo residente no país dos chocolates e das vaquinhas leiteiras deve fazer um seguro de saúde básico que cobre serviços desde consultas de rotina até grandes enfermidades. Serviços adicionais podem ser adquiridos à parte. O Departamento Federal de Saúde oferece um guia completo em português sobre o tema em pdf, veja aqui.

Enfim, mesmo que você seja jovem, lindo , extremamente saudável e sarado e tenha a permissão curta, você precisa fazer um seguro de saúde que não é barato: cerca de 300 francos mensais no mínimo mais uma alta franquia. E há também outros tipos mais específicos de vistos de residência. Mas estes temas ficam para o próximo post…

Animado?

Fonte: Brasileiras pelo Mundo

Anúncios

Willkommen deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s