nota Áustria – Português como Língua de Herança em Viena

A língua é um importante instrumento de comunicação. O processo de aprendizado é longo, mas fundamental para que possamos nos fazer entender num contexto social. Por isso, quando estamos morando fora do Brasil, é fundamental que se aprenda a língua local para se integrar e se adaptar melhor onde vivemos. É também através da língua que descobrimos o comportamento e os valores de um povo. Porém, além de aprender o idioma local, os pais também têm interesse em transmitir a sua língua materna aos seus filhos em terras estrangeiras.

O português é a língua oficial em 8 países, sendo eles: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Com aproximadamente 280 milhões de falantes é a 5a. língua mais falada do mundo.

Em Viena o governo disponibiliza um projeto de ensino da língua materna (Muttersprache Unterricht) que oferece 24 línguas para que os filhos de estrangeiros, moradores da cidade, possam desenvolver o conhecimento na língua materna dos pais.

linguas-440x293

São 25 mil alunos inscritos no programa. E o português, por ser uma das línguas oficiais da União Europeia, também é oferecido para as crianças que tenham interesse em aprender. As aulas são oferecidas tanto para alunos da escola primária, na faixa etária de 6 a 10 anos, quanto para alunos da escola secundária, com idade entre 10 a 17 anos.

O curso de 3 horas semanas é opcional e gratuito. O projeto começou em 2010 com apenas uma turma e hoje já são 6 classes com aproximadamente 80 alunos, atendidos por duas professoras brasileiras formadas na área de educação. O curioso é que a maior parte dos estudantes são descendentes de pais brasileiros e não de portugueses.

É sabido, também, que uma criança bilíngue tem a capacidade de raciocínio diferenciada daquelas que lidam apenas com uma língua no seu contexto social.

O processo de aprendizado é lento e árduo e não pode ficar apenas por conta da escola neste curto período das aulas, pois as crianças estão inseridas num contexto de alemão para todas as atividades do seu dia a dia.

Diferenças na língua portuguesa – A gente sabe que o português de Portugal, apesar de ser a mesma língua, possui suas diferenças com relação ao português brasileiro. As diversidades existem tanto na língua falada quanto na escrita. Inclusive em algumas universidades europeias a nossa língua é chamada de brasileiro, por ter um grande número de expressões e formas de se comunicar diferenciada do português lusitano.

Doutora de linguistica

Para conhecer um pouquinho mais o sobre o assunto, conversei a professora Tatiana Mazza-Surer, mestre e doutora em assuntos linguísticos formada pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), com matérias concluídas também na Universidade de Viena.

A língua do castigo – Geralmente os pais conversam com seus filhos nas duas línguas e principalmente no ambiente social acabam usando a língua local, especialmente se um dos pais for nativo. O que acontece com certa frequência é que pais bilíngues escolhem uma língua estrangeira para chamar a atenção das crianças ou até mesmo repreendê-las publicamente. Assim, ela consegue compreender o “recado” sem que os demais no mesmo ambiente consigam compreender do que se trata, lembrando que nesse caso a língua “estrangeira” é o português, o que leva muitas crianças a associarem o português como a língua da punição.

Por isso, uma das dicas  é que o pai ou mãe converse com seu filho sempre na sua própria língua materna. Com isso, os pequenos podem se desenvolver sem fazer associações negativas entre as línguas.

Os pais não precisam se preocupar com a mistura das línguas. Com o tempo a criança tem a capacidade de alterar a comunicação e escolher a língua de com quem quer falar. Por exemplo, se a mãe for brasileira e o pai austríaco, o pai deve conversar em alemão e a mãe, em português. A criança vai tender a querer falar com a mãe em alemão, pois é a língua em que ela tem maior contato social, mas cabe a ela responder sempre em português. É necessário persistir nesse processo.

Carga horária – As aulas não são suficientes para que a criança aprenda todo o conteúdo necessário para falar fluentemente. É imprescindível que os pais deem continuidade ao processo de aprendizado.

atividade de literatura de  cordel

O papel dos pais no processo de aprendizado – É fundamental que os pais incorporem o português nas relações cotidianas, para despertar o desejo de seus filhos para o uso da língua. Uma dica é incluir a criançada em atividades agradáveis e significativas da vida no dia a dia, além de procurar fazer com que elas também tenham contato com outras crianças que conversem em português.

A doutora em linguística Tatiana Mazza-Surer alerta aos pais que “o português é uma continuação da escola e não pode ser levado apenas como uma matéria extra curricular”. Ela ainda estimula os adultos a conversarem com seus filhos, cantar e contar as histórias em português.

Dificuldades e o preconceito com a língua materna – A língua materna é um instrumento de conectar as emoções das pessoas. Tatiana nos contou que já conheceu pais que não conversam com seus filhos em português, pois a língua trazia lembranças de uma história pessoal.

Segundo Tatiana, alguns adultos evitam transmitir a língua portuguesa por terem uma experiência traumática. Acabam por querer evitar a usar sua própria língua materna, substituindo pela língua local. “Quando um pai priva seu filho desse contato com a língua materna é uma forma dele esconder um pouco da sua história”, completa a doutora Tatiana.

livro03

Material didático – As crianças aprendem a ler e a escrever de forma interativa e lúdica. E olha que divertido! Um dos materiais utilizados em sala de aula é o livro ilustrado pelo Mauricio de Sousa. De uma forma criativa as crianças aprendem brincando. O protagonista do livro é o Pelezinho, que recebe cinco amigos: o finlandês Hans, o coreano Kim, a brasileira Ana, a chilena Evita e o norte-americano Sam. Eles chegam ao Brasil para aprender o idioma e durante essa viagem eles aprendem as diferentes regiões e costumes locais.

E quem quiser dicas de material didático em português e alemão, com direito a leituras indicadas para a faixa etária dos pequenos e outros detalhes sobre o projeto, pode acessar o site Muttersprachlicher Unterricht.

Abraços e até o próximo post!

Fonte: Brasileiras pelo Mundo

Anúncios

Willkommen deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s